Rotina do sono: um ritual para ajudar o bebê a dormir

06 maio
0 comentário(s)

Um dos maiores desafios da maternidade é a privação do sono. Por isso, criar uma rotina do sono é fundamental para ajudar o bebê e a mãe a dormirem melhor

Filhos que trocam o dia pela noite, que só dormem no colo ou que acordam a cada hora, são um desafio comum para qualquer recém-mãe. A verdade é que aquela expectativa de que bebês pequenos dormem a noite toda não é real, mas seguindo algumas dicas é possível amenizar esse quadro.

Essa semana, vamos falar sobre a criação de um ritual de sono e como alguns hábitos podem fazer a diferença no sono do seu bebê. Confira!

Por que a rotina do sono é importante?

Assim como acontece com os adultos, o sono é fundamental para a saúde e bem-estar dos bebês. No entanto, eles ainda não tem consciência disso, não sabem identificar que estão com sono e tampouco têm como verbalizar, ficando irritados e incomodados.

Além disso, o sono dos bebês é diferente dos adultos, com ciclos muito mais curtos. Isso quer dizer que, a maior parte do tempo, eles têm o sono leve (sono REM). Portanto, apesar de um recém-nascido dormir bastante (até 18 h por dia), trata-se de um sono picado.

Outro ponto é que os pequenos desconhecem o ritmo circadiano e não sabem diferenciar o dia da noite. Dessa forma, a rotina do sono é fundamental para ensinar o bebê quando é hora de dormir. Adotar um ritual ajuda a criança a relaxar e a saber o que vem em seguida.

Quando começar a se preocupar com isso?

Claro que, nos primeiros dias, é muito difícil falar em rotina com um bebê. Especialmente quando a recomendação de alguns médicos para o sucesso da amamentação é a livre demanda — o que significa oferecer o peito sempre que o seu filho solicitar, independentemente de hora ou tempo de intervalo, sem limites de duração. 

Por isso, segure a sua ansiedade. Os primeiros dias são para que vocês se conheçam e se ajustem um ao outro, não é preciso se cobrar tanto nessa fase. Porém, por volta de 1 mês e meio a 2 meses, já é possível iniciar algum ritual para o sono.

Isso significa repetir uma série de ações todos os dias na hora de dormir. Embora o ideal seja começar aproximadamente no mesmo horário, não é necessário se prender tanto ao relógio. No princípio, o mais importante é seguir a mesma ordem de acontecimentos.

Criando uma rotina com muito carinho e conforto, logo o bebê começa a se habituar com ela e passa a gostar da previsibilidade. Em algum tempo, isso é primordial para o pequeno pegar no sono com maior facilidade.

Como criar um ritual para a hora de dormir?

Agora que você já sabe qual o benefício e quando começar uma rotina do sono com seu bebê, chegou a hora de aprender como fazer.

É você quem decide o que incluir nesse ritual, de acordo com a dinâmica familiar, com o local que o seu filho dorme e com o adulto que desempenha essa função. O mais provável é que o bebê requisite a mãe, especialmente quando bem novinho, mas nada impede que o pai participe desse momento para aliviar a carga materna.

O importante é que seja um momento prazeroso pro bebê e que a sequência de atividades vá acalmando seu filho progressivamente. O ritual pode começar em qualquer lugar da casa, mas deve sempre terminar no cômodo onde o bebê deve dormir, seja no quarto dos pais ou no dele.

Separamos aqui algumas ideias para ajudá-la a criar esse ritual!

Dê um banho ou cuide da higiene

O poder da água é incrível, por isso a grande maioria dos pais inicia a rotina do sono com um banho morno. Mas atenção, a intenção é acalmar, portanto nada de brincadeiras agitadas e cantoria. 

Caso o banho não se encaixe nesse momento, lave apenas o rostinho e as mãos do bebê, limpe sua boca com uma gaze úmida e troque a fralda antes de colocar o pijama.

Faça massagem

Outro truque excelente é fazer uma boa massagem com um óleo ou hidratante próprio, antes ou depois do banho.  Mas lembre-se que cada bebê tem seu jeito, uns adoram e outro podem ficar incomodados. 

Se o seu filho curtir essa prática, realize movimentos longos e firmes, porém lentos e suaves. A shantala é uma boa técnica, por exemplo.

Reduza a iluminação

Pelo menos meia hora antes da hora de dormir você deve reduzir a iluminação do ambiente onde o bebê se encontra. Isso ajuda a reduzir os níveis de cortisol. Controle também a intensidade dos barulhos, diminuindo o volume de aparelhos eletrônicos que por ventura estejam ligados, mesmo em outros cômodos. 

Aposte no poder da música

As canções de ninar têm mesmo poder e é uma ótima opção para mostrar para o pequeno que é hora de se entregar ao soninho. Você pode cantar ou colocar uma playlist especial para tocar e música instrumental também funciona.

Ofereça uma naninha

Conhecidos como objetos de segurança, pode ser uma fraldinha, um paninho, bichinho ou travesseiro. Uma naninha é um objeto de estimação que conforta a criança nesse momento de separação. É comum as crianças se apegarem a eles entre os 6 meses e 1 ano de idade, mas o hábito pode durar por anos. 

Bebês mais novinhos tendem a usar a mãe como naninha e só dormem na presença dela. Se isso não causar nenhum transtorno na rotina familiar, tudo bem. Afinal, essa fase passa!

No caso de bebês muito novinhos, comece com rotinas simples — banho, mamar e cama, por exemplo — que podem se tornar mais elaboradas à medida que eles crescem, incluindo uma historinha ou uma conversa.

O importante é que a rotina do sono se adeque à vida familiar. Assim, apesar de consistente, o ritual do sono também não deve ser muito rígido. Seja flexível, afinal os bebês crescem e suas necessidades vão mudando, a rotina deve ser adaptada de tempos em tempos. Sem contar as eventualidades inevitáveis, como viagens e festividades e os percalços, como dentes nascendo, picos de crescimento e resfriados

Aliás não é só para o sono que a rotina é importante, vem conhecer os benefícios dela para a vida das crianças, neste outro post

Deixe seu comentário