Você sabe o que é BLW: Baby Led Weaning?

21 jan
0 comentário(s)

O mundo globalizado e virtual parece não impor limites para novas técnicas e métodos sobre qualquer tema. A educação alimentar é um dos assuntos mais buscados e comentados por especialistas e curiosos e hoje vamos falar sobre a nova onda do momento em relação à introdução alimentar dos bebês: o BLW.

Um método que vem ganhando cada vez mais adeptos, o BLW – Baby Led Weaning, que em Português significa o “desmame do bebê”, criado pela britânica Gill Rapley, consiste em introduzir alimentos sólidos já aos 6 meses de idade ao invés das tradicionais papinhas com consistência pastosa. A comida é oferecia picada, em diferentes tamanhos e formatos, para que a criança coma com as mãos, na velocidade e na ordem que escolher.

O método se baseia na tese de que a criança aprende fazendo e é natural que queira experimentar e manipular cada alimento, explorando sua curiosidade.

Outro ponto, é que algumas crianças não gostam do sabor dos alimentos misturados e isso pode, em algum momento, prejudicar o processo da educação alimentar. Oferecendo os alimentos separados e na sua consistência original, a criança vai identificar mais rapidamente o nome e sabor de cada alimento.

Alguns cuidados devem ser tomados caso os pais optem por este método. O primeiro deles é que nem toda criança está preparada para isso. Nada deve ser forçado e os pais precisam estar atentos aos primeiros sinais de rejeição. Outro fator importante é que, como as crianças se alimentam sozinhas, elas podem não estar consumindo todos os nutrientes necessários para o seu desenvolvimento. E mais um ponto que deve ser observado é o risco de engasgos. As cascas dos alimentos devem ser retiradas e alimentos com maior risco devem ter observação e cuidado redobrado: como ovo de codorna, tomate cereja e uva. É fundamental a presença de um adulto para observar qualquer desconforto dos pequenos.

Este é mais um método que surge nesse enorme e fascinante universo da introdução alimentar. Esta decisão deve ser tomada com cuidado e sempre com a orientação do seu pediatra de confiança. Boa escolha e bom apetite.

Deixe seu comentário