Vamos falar de empatia?

09 set
0 comentário(s)

Você está educando uma criança que se preocupa com os outros? As habilidades socioemocionais do seu filho devem ser desenvolvidas desde cedo e ele conta com você para isso. Em um cenário cada vez mais individualista, criar cidadãos mais empáticos e tornar o mundo melhor é um dever dos pais. Confira algumas dicas simples de como fazer isso.

  1. Seja o exemplo

Não é o que você diz, é que você faz. Pode parecer cliché, mas o primeiro passo para criar pessoas melhores é dando o exemplo. A crianças imita o adulto, mais especificamente, os pais. Por muito tempo esta será a maior referência deles e, por isso, é preciso estar atento às atitudes que tomamos diante dos nossos filhos.

2. Nomeie os sentimentos

O autoconhecimento é fundamental para que o olhar sobre o outro seja mais gentil. Conhecendo os próprios erros e angústias, fica mais fácil ter empatia ao próximo. Este movimento começa ainda na primeira infância quando ensinamos aos nossos filhos a nomear os próprios sentimentos. Desta forma, eles saberão lidar melhor com novas sensações e se tornarão adultos mais sensíveis ao mundo à sua volta.

3. Leia para o seu filho

As histórias infantis têm muito o que ensinar para os pequenos. Através da leitura, temos a possibilidade de viver e ver pelo olhar do outro. As crianças vão ter a oportunidade de sentir experiências diferentes e se colocar no lugar dos personagens inseridos naquele contexto.

4. Estimule a sociabilidade

O convívio com outras pessoas permite que ele passe por situações adversas e tenha que lidar com elas. Observar novas pessoas, novos hábitos, comportamentos e diferenças entre as pessoas, vai fazer com que ele entenda que não somos iguais e que tudo bem. Respeitar e gostar das diferenças fará com que a criança consiga se colocar no lugar do outro mais facilmente.

Agora é com vocês. A preocupação de que filhos iremos deixar para o mundo deve fazer parte do seu dia a dia nesta doce tarefa de educar. Boa sorte!

Deixe seu comentário