Como fazer uma hortinha em casa com as crianças

05 out
0 comentário(s)

Em tempos de isolamento social, a criatividade precisa estar presente. Novas ideias de integração e atividades com as crianças vão criar memórias para o resto da vida e serão o lado bom dessa quarentena. Construir e cuidar de uma horta vai fazer com a que criança tenha contato com a natureza, exercite a paciência, o cuidado, a responsabilidade e a educação alimentar. Veja como é fácil e divertido.

1. Inclua a criança desde o começo

Promovendo o interesse nos pequenos desde a separação das sementes, passando pela preparação e escolha dos utensílios e vasos vão fazer com que eles tenham a sensação de pertencimento em relação à horta. Ofereça a experiência completa.

2. Escolha o lugar ideal

Explique para a criança que a horta deve ser construída em um local que bata sol e caso tenha animais de estimação, em um lugar seguro. Deixe que ela escolha o melhor cantinho da casa de acordo com as suas orientações.

3. Escolha o que plantar

A graça da horta está em plantar, colher e levar pra mesa o resultado. Pesquise alimentos que vocês gostem e que não precisam de muito espaço de terra, algumas dicas são: rúcula, tomate cereja, manjericão, cebolinha e alecrim.

4. Prepare a terra

Você pode comprar terra adubada em qualquer loja de jardinagem, quiosques de plantas ou supermercados maiores. Compre também pedrinhas para drenar a água dos vasos. Coloque as pedrinhas no fundo, revolva a terra e espalhe de maneira uniforme. A adubagem deve ser feita uma vez por mês para garantir os ingredientes necessários às plantas. Para isso, basta mexer a terra, colocar o adubo e cobrir novamente.

5. Plantes as sementes

Ensine a criança a espalhar as sementes aproveitando bem o espaço todo do vaso. Se preferirem usar uma sementeira, caixa de ovos é uma excelente opção e basta transferir as mudas para o vaso definitivo quando estiverem com 5 centímetros.

6. Cuide das plantas

Explique para a criança que cada planta precisa de cuidados diferentes, assim como nós. Algumas gostam de mais água, outras de mais sol. Pesquise as diferenças de cada uma delas e envolva a criança neste processo.

Agora é só curtir a jornada e, caso alguma plantinha não vingue, administre a frustração da criança e ajude-a a descobrir o que fizeram de errado no cuidado com a planta. Quando der certo, celebre com ela cada vitória.

Deixe seu comentário